Lista de impactos da estrada previstos em oficina do curso de "valores ético-ambientais para o exercício da cidadania" realizado pela PUC em Visconde de Mauá em 26 de setembro de 2009

 

OBS.: Este curso foi realizado no contexto de uma parceria da Petrobras com a PUC e todas as prefeituras de municípios que recebem royalties do petróleo (Resende recebe por ser atravessado por um gasoduto).
Ver mais informações sobre o curso e o documento original aqui:
http://amigosdemaua.net/estrada/NIMA%20PUC.pdf ou aqui:
http://www.nima.puc-rio.br/sobre_nima/projetos/viscondemaua/index.php


PONTOS NEGATIVOS DA CONSTRUÇÃO DA ESTRADA

  • Potencialização do que há de negativo
  • Engarrafamento
  • População de fim-de-semana/férias que usufruem, mas não tem compromisso com o local
  • “Assentamento” dos trabalhadores da estrada – impacto
  • Maior desemprego de moradores devido à melhor qualificação da mão-de-obra local – favelização
  • Aumento da violência
  • Aumento da produção de lixo
  • Aumento de acidentes
  • Aumento da poluição do ar, sonora
  • Prejuízos à fauna e flora
  • Aumento da extinção de animais (noturnos)
  • Aumento da especulação imobiliária
  • Aumento do crescimento desordenado, encarecimento do custo de vida
  • “Perda” da identidade local (mudança no ritmo de vida mais lento, o contato com a natureza)
  • Encarecimento da manutenção da Estrada
  • Barateamento dos gêneros alimentícios (?)

PONTOS POSITIVOS DA CONSTRUÇÃO DA ESTRADA

  • Facilitar o acesso
  • Construção de Estações de Tratamento de Esgoto (não na Bocaina)
  • Conforto da população que trabalha em Resende
  • Caixas eletrônicos de bancos
  • Coleta seletiva
  • Fiscalização da ocupação e uso do solo
  • Geração de emprego